Resenha: Doro Pesch – “Conqueress – Forever Strong and Proud” (2023)

A rainha do metal está de volta, e em 2023″, Doro Pesch lançou um daqueles grandes trabalhos dentro do heavy metal tradicional, mas com pitadas do moderno.

Em “Conqueress – Forever Strong and Proud“, lançado pela Nuclear Blast e trazido ao Brasil pela Shinigami Records, Doro continua com sua potência, em músicas recheadas de punch e poder em nada menos do que um disco com 15 faixas.

Abrindo, a climática e fenda “Children of the Dawn” é pesada e cadenciada, mostrando bons riffs e um refrão de arenas! Já na sequência a monstruosa “Fire in the Sky” tem seu nome a risca, e traz uma música brutal e cheia de vida, sendo um dos destaques máximo do álbum, já em sua segunda faixa. E é incrível a potência que essa mulher traz, com energia e vigor! “Living After Midnight” chega pra fechar a trinca de abertura, e traz um encontro com de titãs. Doro divide as vozes com Rob Halford. A música é um rock n’ roll encorpado, com um alto astral incrível e cheia de vigor e vida! “All For You” carimba o amor de Pesch a seus fãs e seguidores dessa música metal! “Lean Mean Rock Machine” é um presente aos fãs do Warlock, e a poderosa “Fels in der Branding” é uma balada carregada de presença, que soa em tom de crescendo e do épico. “Love Breaks Chains” é mais branda, mas traz bons riffs, e caminhando ao final, é impossível não falar da releitura de um dos maiores clássicos dos anos 80. “Total Eclipse of the HeartBonnye Taylor ganha uma versão em duento de Doro e Halford, e a dupla não deve em nada em meio a emocionante roupagem mais pesada que a música ganha por aqui, e sem dúvidas, uma das mais belas músicas do ano passado.

Doro Pesch continua com toda a sua paixão pelo heavy metal, e passeia entre formatos diferentes do gênero e se homenageia nas inspirações e trajetória e mostra que quem é rainha, não perde jamais sua majestade.

NOTA:8

 

 

 

Marcio Machado

Formado em História pela Universidade Estadual de Minas Gerais. Fundador e editor do Confere Só, que começou como um perfil do instagram em 2020, para em 2022 se expandir para um site. Ouvinte de rock/metal desde os 15 anos, nunca foi suficiente só ouvir aquela música, mas era preciso debater sobre, destrinchar a obra, daí surgiu a vontade de escrever que foi crescendo e chegando a lugares como o Whiplash, Headbangers Brasil, Headbangers News, 80 Minutos, Gaveta de Bagunças e outros, até ter sua própria casa!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.