Brian “Head” Welch diz ter sentido medo de ser chamado de “hipócrita” ao se juntar novamente ao Korn

Brian “Head” Welch, guitarrista do Korn, contou ao Kingdom Story Company, que sentiu medo ao se juntar novamente a banda, a convite do vocalista Jonathan Davis, e ser chamado de hipócrita.

“Me pediram para voltar duas ou três semanas depois, foi aí que fiquei confuso, porque minha história ficou com a fama, deixei o dinheiro, segui a Cristo para um lugar mais humilde, não me importei com essas coisas. Eu tive que quebrar essa mentalidade religiosa. Essa foi toda a minha história. Eu escrevi um livro sobre isso. Eu fico tipo, ‘Senhor, não posso fazer isso.’ Essa não é a minha história. Eu não sabia que fazia parte da minha história por causa da mentalidade religiosa.”

Eu sabia que se voltasse, todos diriam: ‘Ele não era real o tempo todo, ele só queria que Jesus o ajudasse a ficar limpo, agora ele está voltando para a fama e o dinheiro.’ Cachorro volta ao vômito, essas coisas todas. Então comecei a sentir que era para acontecer; Deus estava me levando a isso.”

Welch se converteu a religião no início dos anos 2000, mas ele admitiu que acabou indo “longe demais” com isso:

“O mais louco é que tive uma experiência com algo de outra dimensão. E não foi a religião — ir à igreja e ser um bom menino — foi, tipo, eu senti algo entrando na minha casa, e não consigo explicar até hoje. Mas acredito que foi Cristo fazendo algo em mim. Então isso foi real – isso foi muito real. Mas sim, acho que fui longe demais. E fiquei obcecado por isso, assim como fiquei obcecado pelas drogas. Acredito que sim, com certeza. E eu tive que sair disso e encontrar a normalidade, porque não há nada pior do que uma pessoa religiosa irritante e irritante apenas enfiando isso na sua garganta – não há nada pior do que isso.”

A entrevista completa pode ser vista abaixo.

Marcio Machado

Formado em História pela Universidade Estadual de Minas Gerais. Fundador e editor do Confere Só, que começou como um perfil do instagram em 2020, para em 2022 se expandir para um site. Ouvinte de rock/metal desde os 15 anos, nunca foi suficiente só ouvir aquela música, mas era preciso debater sobre, destrinchar a obra, daí surgiu a vontade de escrever que foi crescendo e chegando a lugares como o Whiplash, Headbangers Brasil, Headbangers News, 80 Minutos, Gaveta de Bagunças e outros, até ter sua própria casa!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.