Rob Halford fala sobre a comunidade heavy metal: “nos abraçamos”

Rob Halford conversou com o programa de rádio “Loudwire Nights”, onde ele falou sobre como enxerga a comunidade metal. Ele diz:

“Quando você vê o Priest agora, é um evento porque, se não estou falando besteira, Judas Priest é o mais longo – eu ia dizer o ‘mais antigo’; eu odeio essa palavra – mas fazemos metal há 50 anos e ainda estamos ativos e ainda somos relevantes. E então quando você vem ver sua banda favorita, Judas Priest, é um evento, porque , uau, você olha para esses caras e eles estão fazendo isso há tanto tempo e ainda estão lá pelos motivos certos.

Subimos ao palco com um trabalho a cumprir em termos de responsabilidade que você tem para com seus fãs, porque, novamente – eu já disse isso um milhão de vezes – não somos nada sem nossos fãs. É um fato absoluto que qualquer banda nunca perde o fato de que sem seus fãs você não tem nada. Você pode estar na maior banda do mundo em uma sala tocando, mas de que adianta isso? E fazendo uma conexão, e o Priest vem fazendo essa conexão há mais de 50 anos.”

Sobre como é o sentimento dentro dessa comunidade:

“Essas coisas sobre as quais você está falando em termos de inclusão total, é isso que adoro na nossa comunidade do metal, que independentemente das bandas que você curte, independentemente de sua aparência, de quem você ama, de quanto dinheiro você tem, de qualquer coisa, não importa. Nós olhamos um para o outro e nos abraçamos , porque amamos heavy metal.

Eu estava lendo algo de novo outro dia sobre a importância desse estilo e som de música em particular. A importância vai muito além da música. É um componente muito, muito importante dentro de nós, se você é um metaleiro, se você é um fã de metal. Tem todos os atributos para entrar em um estado mental melhor. az com que a articulação funcione mais forte em todos os elementos da sua vida. O metal é uma parte muito, muito poderosa de quem somos como pessoas. Então, se você quiser ir fundo, mas eu vou fundo – é isso que acontece, cara. E então, quando eu digo que amo meus maníacos por metal, quero dizer isso com muita sinceridade e pureza. Penso neles o tempo todo, porque… ‘Família’ é uma palavra difícil de usar, mas é isso que criamos – criamos essa família desse heavy metal comunidade. Independentemente da sua banda, há um relacionamento especial com cada fã.”

Quando olho para uma multidão de milhares de pessoas, estou olhando para cada um de vocês, porque sei que vocês levaram a música dessa banda para suas vidas. Para muitos fãs de metal do Priest, a história da sua vida está na música. Não estou dizendo isso direito, mas você sabe o que estou tentando dizer? Se você está nessa banda há mais tempo e tocamos ‘Breaking The Law’ , de repente voltamos aos anos 80, tocamos ‘Painkiller’ , de repente voltamos aos anos 90. Esta máquina do tempo de emoções em sua vida está com você como fã. E, novamente, isso não passou despercebido por mim … Eu realmente levo isso muito, muito pessoalmente, e então a responsabilidade de cuidar de seus fãs e cuidar deles é muito importante, não importa em que banda você esteja.”

O Judas Priest se prepara para lançar o seu novo disco, “Invincible Shield”, no dia 8 de março.

Marcio Machado

Formado em História pela Universidade Estadual de Minas Gerais. Fundador e editor do Confere Só, que começou como um perfil do instagram em 2020, para em 2022 se expandir para um site. Ouvinte de rock/metal desde os 15 anos, nunca foi suficiente só ouvir aquela música, mas era preciso debater sobre, destrinchar a obra, daí surgiu a vontade de escrever que foi crescendo e chegando a lugares como o Whiplash, Headbangers Brasil, Headbangers News, 80 Minutos, Gaveta de Bagunças e outros, até ter sua própria casa!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.