Viper: 30 anos do álbum “Live – Maniacs in Japan”

Há 30 anos, em algum dia de 1993, o Viper lançava “Live – Maniacs in Japan“, o primeiro disco ao vivo desta que é um dos maiores expoentes do Heavy Metal nacional, que agora ficará órfão com o recente anúncio da turnê de despedida do Sepultura. Esse play é tema do nosso bate papo por aqui.

O Viper estava muito bem, obrigado, colhendo os frutos de seu então mais recente álbum, o excelente “Evolution“, que foi uma virada de jogo na história da banda, pois alguns anos antes Andre Matos havia saído para se dedicar a sua faculdade e a saída foi efetivar o baixista Pit Passarell como o vocalista. Ele fez um belo trabalho e essa fase do Viper com Pit acumulando as funções no baixo e vocal é bem interessante.

O local escolhido para o registro não foi aleatório. O Viper estava bem popular no país do sol nascente e acabou sendo uma escolha natural. E em 18 de junho de 1993, eles se apresentaram no Club Citta’, em Kawasaki. O setlist foi formado por vinte canções, porém, seis delas ficaram de fora do álbum. São elas: a então inédita “Keep the Words“, “Moonlight“, “The Spreading Soul“, “Prelude to Oblivion“, “H.R.” e mais o cover para “Running Free“, do Iron Maiden. Eles mantiveram no disco as versões para “Não Quero Dinheiro“, de Tim Maia, “We Will Rock You“, do Queen  e “I Wanna be Sedated“, do Ramones. A produção ficou por conta do saudoso Carlos Eduardo Miranda.

A turnê era do álbum “Evolution” e é normal que este tenha sido o álbum com mais músicas. Mas o álbum é um belo apanhado da carreira do Viper até aquele momento, eram três discos de estúdio. Então temos os clássicos da era Andre Matos, como “To Live Again“, “A Cry from the Edge” e “Living for the Night“, mais outras que se transformaram clássicas no futuro, como “Evolution“, “Rebel Maniac” e “Coming from the Inside“, que seguem no setlist até os dias atuais. É um registro maravilhoso e necessário na discografia de qualquer headbanger.

Depois disso, a banda lançou o não tão aclamado, mas igualmente excelente “Coma Rage“, ainda com Pit Passarell no vocal e também uma bela apresentação na primeira edição brasileira do Monsters of Rock. Após um período inativo, o Viper retornou e segue na atividade até hoje, tendo inclusive lançado o excelente “Timeless“, com o absurdamente talentosos Leandro Caçoilo no vocal. Hoje é dia de celebrar essa pérola do Heavy Metal brasileiro, escutando-o no volume máximo.

Live – Maniacs in Japan – Viper

Data de lançamento – 1993

Gravadora – Massacre Records

Faixas;

01 – Intro (Brazil) / Coming from the Inside 

02 – To Live Again 

03 – The Shelter

04 – A Cry from the Edge

05 – Dead Light

06 – Knights of Destruction 

07 – We Will Rock You

08 – Acid Heart 

09 – Still the Same

10 – Evolution

11 – Não Quero Dinheiro 

12 – Living for the Night 

13 – Rebel Maniac

14 – I Wanna Be Sedated

Formação:

Pit Passarell – baixo/ vocal

Yves Passarell – guitarra

Felipe Machado – guitarra

Renato Graccia – bateria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.