Roger Waters faz show no Chile após justiça rejeitar pedido de cancelamento por antissemitismo

Roger Waters realizou seu primeiro show no Chile neste sábado (25), e tem uma nova apresentação agendada para este domingo (26), após o Comitê Representativo de Entidades Judaicas local, pedir que as duas datas fossem canceladas acusando o ex Pink Floyd de supostamente promover “incitação ao ódio antissemita”.

Segundo nota reportada pelo NME, a justiça alegou que “não foram citados fatos que poderiam configurar uma violação constitucional”.

Além disso, 60 artistas chilenos escreveram um manifesto onde pediam que os shows fossem mantidos, dizendo:

“A referida ação, para além do seu fundamento retórico, procura censurar antecipadamente as críticas ao assassinato de crianças, aos bombardeamentos de campos de refugiados, a hospitais, ao assassinato de funcionários das Nações Unidas, entre outros crimes cometidos pelo governo (de Israel) liderado pelo ultradireitista Benjamin Netanyahu.”

Após os shows realizado no Brasil da turnê, This Is Not A Drill, Waters enfrentou problemas de estadia na Argentina, Uruguai e Colômbia. Ao realizar o show na Argentina, Roger disse que isso estava acontecendo por ele acreditar nos direitos humanos.

Marcio Machado

Formado em História pela Universidade Estadual de Minas Gerais. Fundador e editor do Confere Só, que começou como um perfil do instagram em 2020, para em 2022 se expandir para um site. Ouvinte de rock/metal desde os 15 anos, nunca foi suficiente só ouvir aquela música, mas era preciso debater sobre, destrinchar a obra, daí surgiu a vontade de escrever que foi crescendo e chegando a lugares como o Whiplash, Headbangers Brasil, Headbangers News, 80 Minutos, Gaveta de Bagunças e outros, até ter sua própria casa!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.