Kerry King diz que ele e Tom Araya nunca estiveram na “mesma página”

Kerry King conversou com a Rolling Stone, onde ele falou sobre como ele soube sobre os pensamentos de aposentadoria de Tom Araya. Ele disse:

 “Estávamos em turnê e um garoto o estava entrevistando, e ele disse algo como: ‘Preciso me encontrar com Kerry e conversar antes de falar sobre o próximo disco.’ Ele deveria apenas ter dito: ‘Provavelmente não vou gravar outro disco’, ou ter tido aquela conversa comigo antes de mencionar algo assim. Eu estava apenas pensando: ‘Oh, merda, o que vai ser isso?’ E foi: ‘Terminei’. Não é o que eu esperava. Mas se você tomou essa decisão, não vou tentar dissuadi-lo, porque seu coração não estará nisso de qualquer maneira.”

Sobre o que ele pensa ter levado Tom a aposentadoria, Kerry diz:

“Acho que apenas o desgaste da estrada. Acho que ele queria estar em casa. Nenhum de nós é um verdadeiro buscador de holofotes, mas ele certamente não é. E quando Jeff estava por perto, ele era como um eremita. Ele não queria fama. Eu tolero a fama. Alguém tem que ser esse cara.”

Kerry King ainda falou como a diferença entre a sua personalidade e a de Araya também contribuíram para o final do Slayer:

“Eu e Tom nunca estivemos na mesma página. Por exemplo, se eu quiser um shake de chocolate, ele quer um shake de baunilha. ‘ Kerry, de que cor é o céu?’ Azul. ‘ Tom , de que cor é o céu?’ Branco. Somos apenas pessoas diferentes. Quanto mais avançamos em anos, mais isso se torna visível.

Vou sair com o Tom ? Ele gosta um pouco de tequila e eu sou uma grande fã de tequila, então vou tomar minha dose com ele e nos separaremos. Não vamos nos enlaçar ou algo assim porque somos pessoas muito diferentes. E juntos fizemos uma ótima música e um ótimo show ao vivo.”

Questionado se ele conversou com Tom desde o último show do SlayerKerry disse:

“Nem mesmo uma mensagem. Nem mesmo um e-mail. Conversei com todo mundo da banda por telefone, mensagem de texto ou e-mail. Se Tom me ligasse, eu provavelmente responderia. Provavelmente depende do que ele me pedir, mas não desejo que ele morra neste momento.”

Kerry ainda falou sobre se existe alguma remota possibilidade de um novo show do Slayer:

“Posso dizer cem por cento não porque tenho um novo canal, e não é o Slayer, mas soa como o Slayer. Gosto de fazer isso ainda, então não preciso fazer isso. Os discos não vendem mais de qualquer maneira. É apenas um meio de lançar um produto para que as pessoas saibam o que estou tocando quando venho à cidade.”

Quanto à possibilidade de o Slayer fazer uma turnê novamente, Kerry disse:

“Tenho quase certeza de que isso não vai acontecer. O Slayer poderia fazer um show novamente? Tenho certeza de que há um cenário. Estou procurando por isso? Não, estou estou apenas me preparando para começar minha carreira. Então, se isso acontecer, acontecerá. Mas vou fazer isso pelos próximos 10 anos, pelo menos.”

Warren Lee, ex técnico de som do Slayer, e que agora irá trabalhar com a banda de Kerry King, postou a primeira foto da formação completa do novo grupo.

Marcio Machado

Formado em História pela Universidade Estadual de Minas Gerais. Fundador e editor do Confere Só, que começou como um perfil do instagram em 2020, para em 2022 se expandir para um site. Ouvinte de rock/metal desde os 15 anos, nunca foi suficiente só ouvir aquela música, mas era preciso debater sobre, destrinchar a obra, daí surgiu a vontade de escrever que foi crescendo e chegando a lugares como o Whiplash, Headbangers Brasil, Headbangers News, 80 Minutos, Gaveta de Bagunças e outros, até ter sua própria casa!

One thought on “Kerry King diz que ele e Tom Araya nunca estiveram na “mesma página”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.